Que a poesia me salve desta noite.

7 Novembro 2016

É noite
meu filho se distrai com propagandas
sei da notícia de mais um amigo em suicídio
O soco no estômago dura o tempo de três cigarros.
Me pesa o mundo
Me doi a alma
Tristeza entubada
Raiva Cristalizada
Mente disparada
Acentuada frustração
Sono em alta
falta, falta, falta
Não sei o quê
tanta falta faz falta
Nessa casa de poucos amigos
Nesse mundo de contradições
Não há humanidade para uma tristeza pouco grave
Não há afago para uma dor convexa
Não há falas nem silêncios
Não há escuta
Só essa indiferença cega
Corpos esquizomórbidos crescem…
Que a poesia me salve desta noite!

[renatamar]

Chão de Letras

22 Maio 2016

os prédios arranham o céu
enquanto eu habito a paisagem
do meio
ambiente fincado à terra.

 

 

 

Dita Dor

4 Abril 2016

Quem dita
Dor
é privado de esperanças.
Qualquer espírito livre
ameaça seu modus operandi
Sob a força e o ódio
alinha e enquadra
tudo que vê
Direitos humanos
Des trata
Humanos direitos
Mal trata.
Quem dita
Dor
atazana
o mundo.
Quem dita
Dor
retarda o mundo.